Os 3 maiores erros na hora de fazer um contrato de aluguel de imóvel comercial

Na hora de fechar um contrato de aluguel de imóvel comercial, a euforia do momento pode acabar sendo prejudicial e transformar o que deveria ser uma conquista, num pesadelo sem fim. Por isso, é imprescindível estar atento as cláusulas do contrato.

Outro cuidado é estudar seu futuro empreendimento para avaliar se o imóvel desejado atende às suas expectativas.

Esteja atento a todas as informações ao assinar um contrato de imóvel comercial

Ter cautela é fundamental, pois assumir compromisso com um imóvel comercial exige atenção quanto a localização do imóvel, custos previsto com deslocamento do material de trabalho, avaliação da concorrência, além de comodidades como estacionamento ou lanchonetes próximas ao local onde você pretende instalar seu negócio.

Portanto, fique atento durante todo processo de negociação e não deixe passar nenhuma informação; não esqueça que quem irá usufruir do espaço é você, então, seja consciente e não silencie ao aparecimento de qualquer dúvida. Para conferirmos alguns detalhes que não podem passar despercebidos, separamos 3 erros na hora de fazer o contrato.

1# – Não ter contrato

confiar boca a boca

Se você acha que um contrato mal elaborado é um problema, imagine a situação de quem nem um contrato tem. Sinceramente, confiar no boca a boca, na camaradagem é pedir para ter dor de cabeça no futuro.

E não se engane, há sim quem confie no contrato verbal, descartando qualquer tipo de regulamento na locação e deixando de fora os direitos que poderiam ser úteis a ambos os lados da negociação.

Geralmente o contrato verbal é realizado entre amigos ou parentes por conta da confiança entre eles e, como ainda é utilizado, a Lei 8.245, no artigo 47, prevê alguns ajustes para o acordo, a fim de regularizar diante da Lei, caso futuramente aconteçam conflitos entre as partes.

De qualquer forma, a sugestão é optar pelo contrato escrito e registrado, essa é sua segurança, seja você o inquilino ou não. Para tal, tenha o acompanhamento de uma imobiliária ou de um profissional para fazer a análise do contrato. Leia e entenda as cláusulas antes de assinar.

2# – Contrato inferior ao tempo que você precisa para retirar seu investimento

planejamento

Antes mesmo de sair a procura do imóvel para locação, tenha traçado um planejamento e avalie sobre quais condições seu negócio irá atuar. Estabeleça qual seu investimento inicial, o volume de recursos que necessita e como será seu esquema financeiro a fim de fazer uma previsão de quanto tempo você levará para reaver o valor investido e gerar lucros.

Com tudo esquematizado, será possível fazer uma projeção de quando você começará a ter lucros. Desse modo, a cláusula de período em que o imóvel ficará alugado não pode de maneira alguma ser inferior ao tempo em que seu investimento começará a dar retorno.

3# – Não ter cláusulas bem escritas

leia contratos

Leia e releia as cláusulas do contrato de locação. Confira se a descrição do imóvel confere com a realidade, datas estabelecidas e os modos para o pagamento, valores de multas e condições de reajustes.

E antes de chegarmos ao fim do texto, aí vão outras sugestões: antes de fechar o negócio faça uma vistoria no imóvel, não resolva tudo de forma afobada e guarde uma cópia do contrato para você.

BAIXE GRÁTIS

INFOGRÁFICO - 7 PASSOS PARA ORIENTAR BEM SEU COLABORADOR

Deixe uma resposta